Colono burlado com carta de chamada, 1947.

O Chefe do Gabinete do Ministério das Colónias dirige-se ao Sr. Director da Polícia de Investigação Criminal, remetendo para uma carta de Alberto Alves (carpinteiro, natural de Alcabideche) que se queixou de 2 indivíduos lhe terem pedido, indevidamente, a quantia mil escudos por uma carta de chamada.

Arquivo Histórico Ultramarino (AHU)

209-1E-MU-GM (2 caixas) Pasta 67

A carta de chamada era um documento obrigatório, passado gratuitamente pelo Ministério das Colónias, que atestava a garantia de trabalho, de sustento e de repatriamento a todas as pessoas que pretendessem emigrar para as colónias portuguesas.