Em Angola, 1961.

Nota diivulgada pelo Secretariado Nacional de Informação (SNI) desvalorizando rumores da existência de um plano contra o regime, no qual o assalto ao paquete “Santa Maria” estaria incluído. Admite-se que na noite anterior, três grupos de homens armados tentaram assaltar a Casa de Reclusão Militar, o quartel da Companhia Móvel da Polícia de Segurança Pública e as Cadeias Civis de Luanda com a intenção de libertar presos, mas afirma-se que a situação está controlada e a maioria dos responsáveis foi detida. Em baixo do corpo da notícia pode ler-se a seguinte informação: “Este número foi visado pela censura”. República, 4 de fevereiro de 1961, 1ª pág., Lisboa.

Biblioteca Nacional de Portugal (BNP)

Ver neste arquivo, o documento: "Investigações da polícia ao assalto do paquete "Santa Maria", 1961."