Legalização de menor alojada na pensão Nova Avenida, 1979. (2)

Carta com data de 20 de janeiro de 1979, com pedido de legalização da situação de uma menor de 16 anos [referida no documento anterior deste arquivo], alojada na Pensão Nova Avenida, em Lisboa. O autor da carta, estudante de 26 anos e irmão da jovem em questão, encontra-se a viver no Lar Dom Diogo, em Lisboa. Relata que o proprietário da Pensão Nova Avenida lhe tem exigido o pagamento da diária, e adiantamento, para que esta jovem possa continuar a viver na companhia das suas outras 3 irmãs – que ali se encontram alojadas às custas do IARN. Possuindo apenas o subsídio de desemprego como forma de sustento, o autor da carta refere que não tem possibilidade de continuar a pagar este valor à Pensão Nova Avenida. Pretende, por isso, que a sua irmã seja incluída no agregado familiar das suas outras 3 irmãs, conforme a informação nº 301/S.S./78 [documento anterior] da Segurança Social. Proveniência: IARN – Presidência do Conselho de Ministros, Instituto de Apoio ao Retorno de Nacionais.

Arquivo Histórico Ultramarino (AHU-IARN)

PASTA 277 - Desalojados A-F

Ver neste arquivo, o documento: "Legalização de menor alojada na pensão Nova Avenida, 1978. (1)"