PAIGC recusa referendo, 1974.

Iniciadas em Londres no dia 25 de maio de 1974, as conversações de paz entre Portugal e o Partido Africano para a Independência da Guiné-Bissau e das Ilhas de Cabo Verde (PAIGC) recomeçam amanhã em Argel. Em declarações à Reuter, um responsável do PAIGC criticou “a declaração feita ontem pelo Presidente da República Portuguesa, General António de Spínola, que ofereceu a autodeterminação às populações dos territórios portugueses”. Notícias (Lourenço Marques), 13 de junho de 1974, 1ª pág. (continua na pág. 2), Lourenço Marques.

Biblioteca Nacional de Portugal (BNP)