Transporte de colonos e serviçais, 1947. (1ª pág.)

Telegrama (2 páginas) do Ministro das Colónias em Lourenço Marques para o Governo Geral de Moçambique. O Ministro começa por informar que o vapor ‘Moçamedes’ partirá dentro de dois dias com 500 colonos para Angola e Moçambique – com carta de chamada e termo de responsabilidade para a viagem de regresso – e o vapor ‘Quanza’ levará mais 112 colonos. Pede-se ao Governador de Moçambique que providencie alojamento para estes colonos e que, na viagem de regresso, a embarcação transporte 1 000 serviçais para São Tomé. De seguida, Ministro solicita que sejam destacados mais 13 000 serviçais para São Tomé e Príncipe, cuja maior parte poderia vir de Angola para não sobrecarregar Moçambique que tem falta de mão de obra. O Ministro pergunta ainda se é possível fazer-se o recrutamento por intermédio da firma Bryner e Wirth, de modo a embarcarem no vapor ‘Moçamedes’ para São Tomé o mais depressa possível. Por último, de São Tomé seriam repatriados 18 000 serviçais (6 000 de Moçambique), cujos contratos há muito terminaram. Data: 15 de maio de 1947.

Arquivo Histórico Ultramarino (AHU)

209-1E-MU-GM (2 caixas) Pasta 67

Ver neste arquivo, o documento: "Transporte de colonos e serviçais, 1947. (2ª pág.)"